Morre Cristiana Lôbo, aos 63 anos


Jornalista tratava um mieloma múltiplo. Ela foi internada no final de semana com quadro de pneumonia.

Morreu nesta quinta-feira, 11, aos 63 anos, a jornalista Cristiana Lôbo, da GloboNews.


A informação foi divulgada pela emissora, que interrompeu a programação para homenageá-la. A causa da morte foi um tipo de câncer chamado mieloma múltiplo, que a jornalista vinha tratando há alguns anos.


O mieloma múltiplo é um câncer nas células da medula óssea responsáveis pela produção dos anticorpos que combatem vírus e bactérias.


Segundo informações, Cristiana Lôbo estava afastada da GloboNews desde o ano passado, de licença médica. No último final de semana, a jornalista foi internada no hospital Albert Einstein, com pneumonia.


Trajetória

Nascida em Goiânia, Cristiana Lôbo começou a carreira do jornalismo escrevendo para jornais locais. Já escrevia para a editoria de política quando passou a trabalhar para O Globo, em Brasília, em 1979.

Especializou-se na cobertura política como repórter setorista de diferentes pastas, como do Ministério da Saúde e do Ministério do Esporte. Em 1984, Lôbo cobriu as eleições diretas no país.

Em O Globo trabalhou na coluna Panorama Político e na Coluna do Swann. Também teve uma coluna no Estado de S. Paulo ao final dos anos noventa, mas foi na televisão que os seus comentários sobre o panorama político ganharam ainda mais projeção.

Na televisão, sua estreia foi na GloboNews no programa "Fatos e Versões", em 1997. No canal, ela cobriu as eleições de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República, em 2010 e 2011. Atuou também na transição de governo de Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. O trabalho incansável não diminuía seu entusiasmo.

Além da GloboNews, a jornalista também analisou a polícia brasileira na TV Globo em programas como "Hora Um". Ela mantinha um blog no G1, portal de notícias do Grupo Globo.


Ela deixa o marido, dois filhos e dois netos.


O Portal Viva lamenta a morte de Cristiana e se solidariza com os familiares e amigos.


Com informações do UOL

46 visualizações