No combate à violência contra a mulher, Linha 5-Lilás recebe Ônibus Lilás


Unidade Móvel de Atendimento oferece orientação e acolhimento a vítimas e disponibiliza cartilhas de prevenção e conscientização sobre o tema a partir desta segunda-feira, 18

Como medida de combate à violência contra a mulher no Brasil, a ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 5-Lilás de metrô, em parceria com a Secretaria dos Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo, recebe esta semana o Ônibus Lilás - Unidade Móvel de Atendimento às Mulheres. Ele ficará estacionado, das 10h às 16h, nos dias 18, 19 e 20 (segunda, terça e quarta-feira) na Estação Vila das Belezas, e dias 21 e 22 (quinta e sexta-feira) na Estação Santa Cruz.

Mulheres vítimas de algum tipo de violência poderão recorrer às profissionais da unidade móvel. No Ônibus Lilás, uma equipe formada por assistente social, psicóloga e advogada prestará atendimento gratuito, acolhendo a queixa das mulheres.

Segundo os organizadores, houve um aumento de casos de violência doméstica durante a pandemia de coronavírus, devido às restrições impostas pela covid-19 e pelo isolamento e um período de maior exposição em casa a potenciais agressores (maridos, companheiros, familiares). Por isso foi desenvolvida a campanha, com foco em informações que possam contribuir para que as pessoas vejam que existem meios de superar essa situação.

O Brasil é um país em que 3 em cada 5 mulheres já sofreram algum tipo de violência dentro de relacionamentos (Instituto Avon/2014) e no qual 56% dos homens já declararam ter cometido algum tipo de violência contra mulheres, como empurrões, xingamentos, socos, tapas (Data Popular/Instituto Avon - 2013). Devido a essa realidade foi criado o Dia Nacional Contra a Violência à Mulher, celebrado em 10 de outubro. Nessa data, em 1980, um movimento de mulheres se reuniu nas escadarias do Teatro Municipal, em São Paulo, para iniciar um protesto contra o aumento de crimes de gênero no Brasil (hoje conhecidos como feminicídio, quando uma mulher é morta apenas por ser mulher).

Nas estações, nos nichos de leitura, serão disponibilizadas cartilhas de prevenção à violência doméstica e um guia de serviços sobre a rede de enfrentamento. "Além de oferecer um transporte eficiente e seguro, a concessionária também tem como meta ser referência em mobilidade humana, por isso valoriza iniciativas alinhadas aos direitos humanos e cidadania, em prol de uma sociedade mais justa", afirma Juliana Alcides, gerente de Comunicação e Sustentabilidade da ViaMobilidade.

Serviço: Ônibus Lilás - Unidade Móvel de Atendimento às Mulheres - Linha 5-Lilás de metrô - das 10h às 16h: Dias 18, 19 e 20 de outubro: Estação Vila das Belezas Dias 21 e 22 de outubro: Estação Santa Cruz Sobre a ViaMobilidade A ViaMobilidade é a concessionária responsável pela operação e manutenção das linhas 5-Lilás de metrô e 17-Ouro de monotrilho em São Paulo. A Linha 5-Lilás é composta por 17 estações e atende a Zona Sul de São Paulo, de Capão Redondo a Chácara Klabin. Ela se integra ao Metrô na Estação Santa Cruz (Linha 1-Azul) e na Estação Chácara Klabin (Linha 2-Verde) e à CPTM (Linha 9-Esmeralda) na Estação Santo Amaro. Já a Linha 17-Ouro, quando concluída pelo Governo do Estado de São Paulo, terá oito paradas entre as estações Morumbi e Jardim Aeroporto, com integrações à Linha 5-Lilás, na Estação Campo Belo, e com a Linha 9-Esmeralda da CPTM, na Estação Morumbi.

Sobre Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania A Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) foi criada pela Lei Municipal nº 15.764, de 27 de maio de 2013, que unificou as atribuições da antiga Secretaria Municipal de Participação e Parceria (SMPP), da Comissão Municipal de Direitos Humanos (CMDH) e do secretário especial de Direitos Humanos (SEDH) e as transferiu para a nova pasta. Mantidas as atribuições delegadas pela legislação de 2013, o Decreto nº 57.576, de1º de janeiro de 2017, transferiu para a SMDHC as atribuições das antigas. Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres e Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial, de responsabilidade de secretarias executivas constituídas pela Lei Municipal nº 16.974, de 23 de agosto de 2018. A estrutura da secretaria encontra-se regida pelo Decreto Municipal nº 58.123, de 08 de março de 2018. A Coordenação de Políticas para as Mulheres tem como missão elaborar, propor, articular, planejar e fomentar a implantação de políticas públicas para a defesa dos direitos das mulheres e equidade de gênero, assim como coordenar projetos e programas para combater todas as formas de discriminação e preconceitos praticados na Cidade de São Paulo.

7 visualizações