Osasco: Curto circuito provoca princípio de incêndio no PS do Jardim D´Abril


Alguns pacientes, inclusive com Covid, tiveram que ser transferidos para outras unidades do município.

Na manhã desta terça-feira, 02/03, por volta das 09h25, um incêndio assustou os pacientes do Pronto Socorro do Jardim de Abril, em Osasco.

O incêndio foi provocado por um curto circuito na tomada na farmácia da unidade. Ao lado, havia um bico de oxigênio que acabou pegando fogo. Duas pessoas que estavam próximas perceberam o risco de explosão eminente e pegaram os extintores, conseguindo apagar o fogo.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e isolou o prédio pelo risco com a tubulação de gás.


O PS do Jardim de Abril é uma das principais unidades de Saúde de Osasco para o atendimento e tratamento de pacientes com Covid-19. No local haviam 25 pessoas internadas, doze delas em estado mais grave, alguns deles ligados a aparelhos de oxigênio. Outros 15 pacientes da emergência também foram transferidos por várias viaturas do SAMU, do Corpo de Bombeiros e ambulâncias, para outras unidades do município. Equipes da Guarda Civil e da Defesa Civil deram apoio no local.

O Corpo de Bombeiros isolou o prédio e acionou a empresa responsável pela manutenção do oxigênio no Pronto Socorro. O equipamento foi desligado e por volta das 11h10 a situação estava contida.


O incidente não deixou vítimas. O Pronto Socorro voltou a funcionar normalmente.


Em nota, a Prefeitura de Osasco falou sobre o assunto:


NOTA DA PREFEITURA:

"Pacientes foram removidos para outras unidades de saúde. Governo montou Gabinete de Crise para atender familiares Um curto circuito na Sala de Medicação do Pronto-Socorro Jardim D'Abril, que funciona como Hospital de Retaguarda da Covid-19, levou a Prefeitura a remover os pacientes da unidade de saúde. O fato ocorreu na manhã desta terça-feira, e os funcionários da unidade fizeram a contenção do fogo utilizando extintores.

O curto circuito danificou parcialmente a rede de oxigênio. A Prefeitura de Osasco rapidamente montou um Gabinete de Crise e decidiu pela remoção dos pacientes, por meio da regulação de vagas do próprio município. A transferência é necessária para que a rede de oxigênio seja restaurada, o que deve ocorrer nas próximas horas. A unidade voltará a funcionar ainda hoje.

Para a remoção dos pacientes, foram mobilizadas equipes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e ambulâncias."