top of page

Pela primeira vez, Cotia contará com livros literários acessíveis para alunos surdos e cegos


Na próxima semana, a Secretaria Municipal de Educação de Cotia vai lançar a Plataforma de Acessibilidade do projeto ‘Minha Primeira Biblioteca’. Por meio dessa Plataforma, a cidade será a primeira da região a oferecer aos alunos com deficiência o acesso ao conteúdo dos livros literários por meio de audiodescrição e LIBRAS, além do recurso de música e playback da trilha das histórias.

“Com o Projeto ‘Minha Primeira Biblioteca’, cada um dos nossos mais de 30 mil alunos recebeu um acervo de livros literários. Agora, damos mais um grande passo, e estamos disponibilizando esse acervo em uma Plataforma de Acessibilidade, para que, de fato, todos os nossos alunos, tenham acesso à toda riqueza proporcionada pelo mundo da leitura”, comentou o Secretário de Educação, Luciano Corrêa.

A Plataforma será disponibilizada, inicialmente, para os cerca de 67 alunos do CEUC EE Diego Cristian Bazilio Camargo e a expectativa é que, no ano que vem, seja estendida para os alunos com deficiência no ensino regular. O acesso à Plataforma de Acessibilidade será individual, ou seja, o responsável pelo aluno receberá um código para acessar a ferramenta através de um dispositivo móvel, como tablet ou celular. Para tanto, precisará baixar o aplicativo e criar um login.

“Ficamos muito felizes em proporcionar o acesso a obras literárias por meio do Projeto ‘Minha Primeira Biblioteca’. Agora, essa felicidade se completa ainda mais, pois sei que com a Plataforma de Acessibilidade, ninguém ficará de fora, todos os nossos alunos poderão usufruir desse material cultural”, disse o prefeito Rogério Franco.

O processo de disponibilização da Plataforma de Acessibilidade foi realizado pela equipe da Divisão Educacional, por meio do Núcleo da Educação Especial e do Núcleo Pedagógico. “O trabalho de incentivo à leitura é essencial. O ‘Minha Primeira Biblioteca’ cumpre plenamente esse papel, pois leva a leitura para a casa dos alunos, promovendo uma comunidade leitora. Agora essa comunidade é também verdadeiramente inclusiva”, disse a diretora Márcia Buava, representando a equipe da Divisão Educacional.

Fotos: Vagner Santos

19 visualizações

Comments


bottom of page