top of page

Pintura de artista indígena é apagada e dá lugar à propaganda imobiliária em Cotia


Artista conversou com a reportagem do Portal Viva e disse que sentiu angústia quando soube.


Fau Barbosa

Uma pintura retratando a arte indígena e sua origem em Cotia foi apagada esta semana para dar lugar a propaganda de um empreendimento imobiliário. A ação gerou indignação nas redes sociais.


A pintura, feita pela indígena Tamikuā Txihio, de 29 anos, estava localizado em um prédio na Rua Dez de Janeiro, e foi feito como forma de conscientizar a população, mostrando a conexão da mulher indígena com a natureza e com a onça, símbolo de resistência.


A reportagem do Portal Viva entrou em contato com a artista autora da pintura, Tamikuā Txihio, e também com o Secretário de Indústria e Comércio, Fernando Jão, e com a Godoi Construtora.


A artista

Nossa reportagem conversou por telefone com a artista indígena Tamikuā Txihi, autora da pintura. Ela nos contou que a pintura teve início em dezembro de 2020 e demorou cerca de 15 a 20 dias para ficar pronta, sendo finalizada no dia 23 de dezembro.


"Essa pintura teve um processo especial, foi a primeira pintura em pena, a primeira pintura de uma mulher indígena em São Paulo", disse Tamikuä.

A pintura original, feita pela artista - está na Aldeia Toca da onça oka - Tekoa Itakupe - Terra Indígena Jaraguá SP


"Não tinha pincel, foi feita com o meu próprio cabelo e as paletinhas feitas na aldeia. Como não tinha tinta, usei açafrão, argila, urucum, carvão", contou a artista.


Ela falou sobre o motivo da pintura ter sido feita naquele prédio.

"Cotia é território indígena e aquela avenida era o caminho dos povos originários, caminho de Peaberú. Simboliza a memória do povo carijó, os carijós são os guaranis e permanecemos aqui. A onça é símbolo de luta, de resistência, é dela que vem a nossa força", destacou.

Foto mostra a pintura sendo finalizada pela artista em dezembro de 2020.


Perguntada sobre o que sentiu quando soube que haviam apagado a sua arte, ela respondeu:

"Quando soube que haviam pintado, senti angústia e o retrocesso desses 522 anos de tentativas de apagar a história. Podiam ter nos comunicado, é uma falta de respeito com a memória do nosso povo, do nosso território", disse. "Seguiremos fazendo outras artes", finalizou.


Indústria e Comércio

Segundo Jão, a construtora foi notificada por "Propaganda irregular".

"A propaganda foi removida pelo tamanho, pois não condiz com a Lei Cidade Limpa. A construtora foi notificada e vai responder por todas as propagandas que foram colocadas", disse o Secretário.

Fotos enviadas pelo Secretário de Indústria e Comércio mostram a fachada já limpa, sem propaganda.


A Construtora

A Godoi Construtora encaminhou nota ao Portal Viva:


"A Godoi Construtora se desculpa por um equívoco de um de seus fornecedores. Recebemos ontem o comunicado da Secretaria de Indústria e Comércio de Cotia e em menos de 24hs a placa já foi retirada (foto abaixo)

O prédio em questão não é de nossa propriedade, tendo sido objeto de contrato de locação com autorização da pintura.

É nosso intuito contribuir com artistas locais e com a cultura da cidade e de forma nenhuma queremos causar prejuízos a cidade. Também não tínhamos ciência da origem da arte em questão.

Neste sentido contataremos o artista autor da obra a fim de promover o patrocínio de seu trabalho e mitigar eventuais desconfortos, inclusive, se autorizado pelo proprietário do imóvel, com o refazimento da pintura.

Por outro lado, caso esta autorização não seja concedida, iremos promover uma pintura alternativa equivalente, preferencialmente do mesmo artista".

Foto encaminhada pela Godoi Construtora









1.196 visualizações

Comments


bottom of page