top of page

PM monta Sala de Gerenciamento de Incidentes para acompanhar greve em São Paulo


Órgãos estaduais e municipais monitoram situação em tempo real


A Polícia Militar (PM) acionou a Sala de Gerenciamento de Incidentes nesta terça-feira (28), após o início da greve que atinge o Metrô, a CPTM, a Sabesp e as escolas estaduais de São Paulo. 


Desde as primeiras horas da manhã, policiais do comando da capital, da região metropolitana, do comando de Aviação, do policiamento de Choque, da Coordenadoria Operacional, do policiamento de Trânsito, Rodoviário, do Centro de Operações e da Comunicação Social monitoram os desdobramentos da paralisação e como ela afeta o dia da população na capital paulista.


A Sala de Gerenciamento de Incidentes, instalada no Centro de Operações da PM, acompanha em tempo real o atendimento de ocorrências das viaturas de radiopatrulha na capital paulista e realiza o monitoramento de possíveis tumultos em decorrência da greve.

Outros órgãos do estado e do município também estão com representantes na sede da PM. Metrô, CPTM, Sabesp, Companhia de Engenharia de Tráfego, Via Mobilidade, entre outros, permanecem na Sala de Gerenciamento atualizando a situação em tempo real. A integração permite o acionamento dos serviços de emergência em um curto período de tempo, além de otimizar a troca de informações e processos de tomada de decisão.

Um plano de operações foi acionado para intensificar as ações de policiamento ostensivo durante o dia na cidade de São Paulo. O objetivo é o de garantir a segurança e os direitos de todos os cidadãos. 


A PM reforçou as ações com presença de policiamento por meio das operações visibilidade e saturação em pontos de grande circulação e concentração de pessoas para coibir a prática de delitos em diferentes pontos da capital. Todo o serviço empenhado é realizado de forma estratégica com uso de inteligência policial de acordo com a dinâmica dos acontecimentos pontuais.

29 visualizações

Comments


bottom of page