top of page

Polícia Civil cumpre sete mandados de prisão em operação contra o “roubo ostentação”


Ação é desdobramento das investigações contra quadrilha especializada em roubos de motos de luxo

Nesta quarta-feira (25), Policiais Civis da Central Especializada de Repressão a Crimes e Ocorrências Diversas (Cerco), da 3ª Seccional, cumpriram sete mandados de prisão e de internação de adolescentes infratores envolvidos com o roubo de motos de luxo de alta cilindrada, em São Paulo. Além dos mandados de prisão e internação, a Justiça paulista também autorizou o cumprimento de busca e apreensão em onze endereços ligados à quadrilha nas regiões sul, norte e leste de São Paulo. O bando, conhecido por ser violento nas abordagens para roubar as motos com mais de 500 cilindradas de alto valor no mercado está sendo investigado pela Polícia Civil há pelo menos sete meses, a partir das informações levantadas pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Nesta fase da operação, os policiais identificaram pelo menos duas quadrilhas que atuam na capital paulista e Região Metropolitana. Durante as investigações, policiais localizaram celulares de vítimas em alguns dos endereços de integrantes do bando criminoso. Os menores de idade apreendidos nesta fase da operação também participaram dos crimes, segundo a Polícia Civil. “Os criminosos atuam sempre com violência para roubar as motos, com uso de arma de fogo e ameaçando as vítimas. No desdobramento das investigações, pudemos identificar que o bando age sempre da mesma maneira”, explicou o delegado do Cerco Norte, Felipe Nakamura.

3ª fase da Operação Drake Esta é a terceira fase da Operação Drake, nome em referência a expressão Mandrake, gíria usada pelos suspeitos para “ladrões de moto”. Na primeira etapa da investigação, os policiais prenderam oito criminosos e apreenderam dois adolescentes suspeitos de integrarem uma das quadrilhas que atuavam nesses crimes. Os envolvidos foram indiciados por roubo e formação de quadrilha. Além das prisões, os policiais recuperaram 11 motocicletas que haviam sido roubadas e esclareceram 14 roubos. Na segunda fase da operação, realizada em 18 de outubro, os investigadores do Cerco Norte, da 4ª Seccional, cumpriram oito mandados de busca e apreensão contra seis alvos identificados em três cidades: São Paulo, Itapecerica da Serra e Embu das Artes. O material apreendido ajudará a identificar outros criminosos que participaram dos roubos.

Encontros no CICC Os roubos de motos de luxo registrados ao longo do ano foram tema de pelo menos cinco encontros realizados pelas forças de segurança do Estado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na capital paulista. O trabalho, desenvolvido em parceria com as vítimas e com os grupos de motociclistas, subsidiou um relatório que foi encaminhado à Polícia Civil e deu origem às investigações para desarticular essas quadrilhas. Essa ação desencadeada pela Polícia Civil é uma demanda dos grupos de motociclistas que pediam um trabalho mais ostensivo na identificação dos envolvidos nos crimes.


Foto: Guilherme Lopes


109 visualizações

Comments


bottom of page