top of page

Polícia Civil de Embu das Artes prende quatro indivíduos e recupera carga de cigarros roubada

Indivíduos foram indiciados por Receptação e Associação Criminosa


Fau Barbosa

Por volta das 16h30 desta quarta-feira, 3, Policiais Civis do DP de Embu das Artes foram acionados por uma empresa de rastreamento sobre uma carga de cigarros desviada e roubada. A empresa informou um endereço onde a carga poderia ser encontrada.


De posse das informações, os Policiais Civis foram até o local informado, uma residência no Jd. São Salvador, em Taboão da Serra, onde encontraram a carga produto de crime.


Prisões

Ao chegarem ao local, os policiais chamaram o morador e o questionaram se havia uma carga no local. O indivíduo na hora confessou que a carga estava em sua garagem, permitindo a entrada da Polícia. Ao ser perguntado se haviam mais pessoas, ele disse que junto com a carga, que estava dentro de um veículo Fiat Strada, estavam mais três indivíduos, que foram identificados. No veículo foi encontrado um bloqueador de sinais (Jammer) e outros dois pares de placas. Na rua, próximo a residência, os policiais localizaram o veículo que transportava a carga, uma Fiat Fiorino.


No local foram apreendidos 7.520 carteiras de cigarro, dois veículos, duas placas de identificação veicular e um dispositivo eletrônico utilizado para bloquear sinais de comunicação (jammer). Diante dos fatos, os suspeitos, a carga e os objetos foram conduzidos para à delegacia.


Depoimentos

Em seu interrogatório, o dono da casa disse que estava em sua residência, onde funciona uma garagem que serve como depósito e, no período da tarde, após o meio dia, surgiu um indivíduo, o qual conhece apenas pelo apelido de "Amarelo", que pediu para deixar um carro ali guardado até a noite, dizendo que depois ele iria ganhar um bom dinheiro por ter feito este favor. Foi quando surgiram os policiais e ele foi preso. Ele não informou como o tal homem poderia ser localizado.


O segundo indivíduo preso respondeu, na presença de seu advogado, que trabalha como carpinteiro há mais de vinte anos. Que conhece o dono da casa, seu vizinho da rua de baixo, e que naquele dia estava passando pela rua com o outro suspeito detido quando avistaram o morador e foram em sua direção para cumprimentá-lo, e com isso entraram em sua casa. Passados dois minutos, apareceram Policiais Civis, e questionaram sobre o veículo estacionado na garagem da casa dele, onde após vistoria, localizaram caixas de cigarros. Ele afirmou que nem ele nem o amigo sabiam de nada, apenas pararam pra cumprimentar o vizinho. Já o amigo disse, na presença de seu advogado, que desejava permanecer em silêncio.


Por fim, o quarto indivíduo preso respondeu, na presença de seu advogado, que foi preso quando parou na frente da casa de seu primo, dono da casa. Ele disse que não tinha conhecimento sobre o crime e que trabalha em uma revenda de gás, e estava em horário de almoço, porém não tinha como provar o horário que entrou para trabalhar, pois não existe controle de cartão de ponto no local onde trabalha.


O Delegado de Plantão, após ouvir as versões, decretou a prisão em flagrante dos quatro indivíduos. Os veículos encontrados foram apreendidos e encaminhados para o pátio. A carga recuperada foi apreendida e entregue ao representante da empresa. O motorista, vítima do veículo com a carga não foi encontrado.


O caso foi registrado como "Receptação (art. 180) - Carga e Associação Criminosa (art. 288)".

Kommentare


bottom of page