top of page

Polícia Civil de Jandira soluciona sequestro de adolescente e motorista e prende um dos bandidos


Vítimas foram rendidas na quinta-feira, a caminho da escola.


Fau Barbosa

A Polícia Civil de Jandira solucionou nesta sexta-feira, 02, um crime de sequestro do filho adolescente e do motorista de um empresário da cidade.


As vítimas foram rendidas por quatro indivíduos quando o jovem, de 17 anos, era levado para a escola. O resgate pedido pela quadrilha para libertar o adolescente e o motorista era de R$ 4.000.000,00 (quatro milhões) de reais. O caso foi acompanhado pela DAS - Delegacia Antissequestro em São Paulo.


O Sequestro

Eram 06h20 da manhã de quinta-feira, 1º de dezembro, quando o jovem estava sendo levado à escola por seu funcionário, em um veículo VW/Saveiro branco.


Na Rua Dom Pedro I, os dois foram abordados por um veículo Hyundai/HB20 marrom com quatro indivíduos usando toucas balaclavas e luvas. As vítimas oram rendidaos e colocadas em um veículo Ônix. Um dos indivíduos assumiu a direção do veículo VW/Saveiro, porém, abandonou o veículo alguns metros à frente, ainda no mesmo bairro, e entrou em outro veículo, tomando rumo ignorado.


A Polícia Civil foi avisada e passou a investigar o caso. Foram localizadas as imagens de câmeras de monitoramento por onde o veículo das vítimas passou.


Veículos envolvidos

Câmeras de monitoramento registraram o momento em que às 06h23, um veículo VW/Voyage branco, para no meio da via, em seguida o veículo VW/Saveiro, estaciona logo atrás, momento que surge um indivíduo e embarca no VW/Voyage pela porta traseira do lado direito. Enquanto o veículo VW/Voyage deixa o local, surge um terceiro veículo, um Hyundai HB20 bege, o qual seria o veículo que havia arrebatado as vítimas. Ele segue no mesmo sentido que o VW/Voyage.

Por volta das 07h45, um veículo com as mesmas características, é flagrado trafegando pela Estradas das Pitas, na divisa com Cotia. Ao depararem com uma viatura da Polícia Militar, os bandidos empreenderam fuga, não obedecendo sinal de parada.

Veículo HB20 bege utilizado no sequestro passa pela Estrada das Pitas, em Cotia.


A negociação

Por volta das 08h50, o pai do garoto sequestrado recebeu mensagens via aplicativo exigindo quatro milhões de reais para liberar as vítimas, lhe enviando uma foto do filho e do funcionário em um possível cativeiro e encapuzadas. Eles pediram o pagamento em dinheiro para que as vítimas fossem liberadas.

Bandidos tentam extorquir dinheiro do pai para libertar as vítimas.


Negociador preso

Quando os sequestradores tentaram realizar uma transação via PIX, os policiais civis do DP de Jandira conseguiram identificar o correntista e seu endereço, no bairro da Água Funda, na zona sul de São Paulo. Acompanhados de policiais da SIG e do GOE da Seccional de Carapicuíba, os policiais foram para o local. Ao baterem na porta, foram atendidos pela mãe do indivíduo, que confirmou que seu filho, de 18 anos, estava em casa e o chamou para conversar com os policiais do lado de fora.


O suspeito de imediato confessou que realmente estava participando do sequestro das vítimas, afirmando que foi contratado pelos comparsas para fazer a negociação com a vítima e que para isso receberia 20% (vinte por cento) do valor pago pelo resgate. A respeito do paradeiro das vítimas e seu cativeiro, ele afirmou que desconhecia e que mantinha contato com os comparsas apenas em conversas por aplicativo. Disse também que os conheceu pela internet através de um grupo, não tinha contato próximo a eles e que não teve participação direta no sequestro, tendo apenas citado os apelidos com quem mantinha o contato, e que os dois davam as instruções sobre valores a serem negociados com o pai da vítima.


Ele recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido ao DP de Jandira, onde a Autoridade Policial, Dr. Sergio Augusto de M. Melo ratificou a voz de prisão em flagrante, representando pela Prisão Preventiva. O indivíduo foi encaminhado à Cadeia Pública de Carapicuíba.


As diligências prosseguiram para a localização e libertação das vítimas sequestradas. Com a prisão do negociador e identificação de outro sequestrador, as vítimas foram liberadas na hora do jogo. Elas estavam no bairro São João Novo, em Itapevi e conseguiram fazer contato com a família por volta das 17h, que junto com os policiais civis foram buscá-los. Nenhum valor foi pago.

Vítima abraça o pai, após ser libertado pelos criminosos


O caso foi registrado no DP de Jandira, em boletim de ocorrência de natureza "Extorsão mediante sequestro (art. 159)". A investigação e as diligências para identificar o local do cativeiro e efetuar a prisão dos líderes da quadrilha continuam.


Atenderam a ocorrência os policiais de Jandira, com apoio da Polícia Civil de Carapicuíba e da 1ª DAS.

1.835 visualizações

コメント


bottom of page