top of page

Policiais da Delegacia de Meio Ambiente flagram 200 toneladas de carne vencida em Carapicuíba


Segundo a Polícia Civil, tudo seria vendido como charque de boi. Dono de empresa foi detido.


Fau Barbosa

Policiais Civis da DIICMA de Carapicuíba - Delegacia de Polícia de Investigações Sobre o Meio Ambiente, estiveram em uma empresa na Estrada João Fasoli, em Carapicuíba, nesta segunda-feira, 2, a fim de realizar uma vistoria.


Segundo a Polícia, a ordem de serviço tinha o objetivo de verificar se a referida empresa se encontrava em condições para concessão inicial do alvará para fins industriais de produtos químicos controlados.


Ao chegarem ao local, os policiais constataram uma quantidade grande de carne exposta ao sol em pedras de descanso, sem nenhum tipo de proteção contra insetos, aves ou roedores, inclusive com muitas moscas e baratas no momento da vistoria.


Na câmara fria do estabelecimento e espalhados pela linha de produção foram localizadas 230 caixas, contendo 20 kgs de carne em cada uma, totalizando 4.600 kgs de carne com prazos de validade vencidos. No local também foram localizados no descarte diversas caixas de papelão com datas vencidas.

Foram acionados a pericia, a Vigilância Sanitária e também se fez presente o Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura (SIF), os quais segregaram a carne vencida e a lacraram.


O responsável pela empresa, um homem de 70 anos, foi encaminhado à Delegacia, onde a Autoridade Policial, Delegado Dr. Cícero Simão da Costa determinou o registro do Flagrante de Crime conta relações de Consumo (art. 7º da da Lei 8.137/90), ficando o responsável pela empresa detido.

144 visualizações
bottom of page