Promotoria de Justiça do Ministério Público deflagra "Operação Detox"


Mandados são cumpridos em Carapicuíba e Cotia. Objetivo é combater a fabricação e venda de suplementos alimentares sem registro

Nesta quarta-feira, 21/7, a Promotoria de Justiça do Ministério Público cumpre mandados de busca e apreensão nas cidades Carapicuíba e Cotia.

Participam da “Operação Detox”, dois Promotores de Justiça, dois Delegados de Polícia, oito Policiais Civis, e seis Técnicos das Vigilâncias Sanitárias Estadual e Municipal.

O proprietário da empresa e a responsável técnica estão neste momento na Delegacia de Polícia prestando esclarecimentos.

A investigação do Ministério Público teve início após uma denúncia sobre a fabricação e venda de produtos sem registro na Anvisa, pela empresa que tem o nome fantasia Moove Suplementos, instalada em Carapicuíba. A Vigilância Sanitária, que está ainda no local, interditou a fábrica, apreendeu e destruiu os produtos fabricados pela empresa e que estavam em estoque: detox caps, detox shake, detox caps black, bottox caps, bottox shake, glicozze caps e bigbang caps e bigbang gel.

Todos eles foram considerados inadequados, porque o processo de produção, desde o recebimento da matéria prima, fabricação, envase, rotulagem e armazenamento, foi considerado irregular.

A Perícia Técnica Científica esteve no local e apreendeu amostras, para avaliar o conteúdo e correspondência com o rótulo.


Veja algumas das informações preliminares mais graves passadas pelos peritos: - Existência de açúcar no detox shake, em desconformidade com a informação da embalagem; - Produtos cujo rótulo indica a presença de cafeína, colágeno hidrolisado, vitaminas e sais minerais, mesmo sem estes compostos serem adicionados ao preparo; - Produtos de rótulos indicando a mesma composição mas com nomes distintos (detox caps e detox caps black day).

O Ministério Público esclarece que a Moove Suplementos não possui autorização da Vigilância Sanitária para funcionamento e fabricação. Os produtos não são autorizados pela Anvisa ou Ministério da Saúde.

Mais informações serão fornecidas após o encerramento das diligências.


Da PJ de Carapicuíba