Raposo Tavares: Motorista embriagado provoca acidente com vítima fatal no km 24, na Granja Viana


Por Fau Barbosa

Nesta sexta-feira, 22, por volta das 01h50 da madrugada, Policiais Rodoviários foram acionados para atender acidente envolvendo dois veículos no km 24+600 da Rodovia Raposo Tavares, sentido Cotia.


No local, encontraram os dois automóveis, um Honda Fit branco e um Fiat Weekend Adventure branco, batidos e parados no leito carroçável da via. Os policiais observaram que o condutor do veículo Fiat, estava desfalecido no interior do veículo.

A Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros foi acionada e chegou ao local para prestar os primeiros atendimentos, encaminhado o motorista do Fiat ao Hospital Regional de Cotia com diagnóstico de parada cardiorrespiratória.

O condutor do Honda Fit e causador do acidente, disse à Polícia que enquanto conduzia seu veículo avistou o Fiat Weekend parado na faixa central da pista, razão pela qual colidiu contra a traseira o veículo. Ele apresentava notórios sinais de embriaguez, exalava hálito etílico além de apresentar fala pastosa e olhos avermelhados. Foi feito o teste de bafômetro, que resultou positivo para embriaguez na proporção de 0,73 mg/L de álcool por litro de ar alveolar expelido. O limite para que o condutor não seja multado é de 0,05 mg.


Durante a apresentação da ocorrência na delegacia, cerca de uma hora e meia após o acidente de trânsito, os policiais foram informados que o motorista do Fiat, de 55 anos, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A filha da vítima disse à Polícia que o pai trabalhava como taxista há cerca de 15 anos, e não tinha hábito de consumir álcool nem mesmo socialmente.


Na delegacia, o motorista do Honda Fit, de 37 anos, alegou não se recordar do exame do bafômetro e afirmou ter feito uso de cerveja no período entre 18h às 21h em seu local de trabalho.


Ele foi preso em flagrante nos termos do Código de Trânsito Brasileiro ("L 9.503/97 - Homicídio culposo na direção de veículo automotor (Art. 302) § 3º - Se o agente conduz veículo automotor sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência").


Os veículos envolvidos foram periciados no pátio da Polícia Rodoviária, sendo retirados na rodovia logo após o acidente.

Carro do taxista ficou completamente destruído


Tratando-se de crime inafiançável em âmbito policial, o indiciado foi recolhido à Cadeia Pública de Cotia, onde permanecerá a disposição da Justiça no aguardo de audiência de custódia.



5.692 visualizações