top of page

Região Metropolitana Oeste já soma 10 mortes por dengue

Osasco tem o maior número de mortes. As cidades de Barueri, Cotia, Itapevi, Santana de Parnaíba e Cajamar também registraram óbitos.

 

Em 2024, o Estado de São Paulo já registra 879.226 mil casos confirmados de dengue, com 581 mortes.


Até esta sexta-feira, 3/5, segundo os dados da Secretaria Estadual de Saúde, as 12 cidades que compõem a Região Metropolitana Oeste da Grande SP registram 18.447 casos de dengue, com dez mortes.


A cidade com o maior número de óbitos pela doença é Osasco, com cinco mortes. Em seguida vem as cidades de Barueri, Cajamar, Cotia, Itapevi e Santana de Parnaíba com uma morte cada.


Os casos, que permanecem em alta, constam do Painel de Monitoramento coordenado pela Divisão de Dengue, Chikungunya e Zika da Secretaria Estadual de Saúde. Disponível no endereço dengue.saude.sp.gov.br, a ferramenta permite consultar todas as informações relativas aos casos notificados, em investigação, os confirmados e os descartados, além de dados como casos de dengue grave e os óbitos em todo o território paulista.


Confira o número de casos x mortes

  • Osasco - 7.465 casos - 5 mortes;

  • Cotia - 2.828 - uma morte;

  • Santana de Parnaíba - 2.774 - uma morte;

  • Carapicuíba - 1.835 - uma morte;

  • Cajamar - 1.654 - uma morte.

Portal “Dengue 100 Dúvidas”

A Secretaria de Estado da Saúde do Governo de SP e o Comitê de Operações de Emergências (COE) lançaram, em fevereiro deste ano, o Portal “Dengue 100 Dúvidas”. O objetivo é ajudar no combate à doença, esclarecendo as principais dúvidas sobre as doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti.


No Portal estão as 100 perguntas mais frequentes sobre a dengue, a zika e a chikungunya. A iniciativa também ajuda a desmistificar as fake news que circulam nas redes sociais.


Saiba mais:


Imagem: Divulgação





Comments


bottom of page