São Paulo: Metroviários decidem entrar em greve nesta terça-feira



Em assembleia on-line realizada na noite desta segunda-feira, 27, os metroviários decidiram paralisar suas atividades por tempo indeterminado.

Os metroviários buscaram de todas as formas dialogar com o governo Doria e a direção do Metrô, mas enfrentaram a intransigência de ambos. Após várias reuniões e audiências de conciliação mediadas pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho) não houve, de fato, qualquer tipo de avanço nas negociações.

A greve acontecerá pela defesa dos direitos e o corte de 10% nos salários, anunciado na última quinta-feira à noite.

Desde março, o Sindicato tem procurado o governo Doria e o Metrô propondo a prorrogação do Acordo Coletivo que venceu em 30/4. Não teve sucesso. Demonstrando disposição para negociar, propôs não discutir reajuste salarial agora. No entanto, Doria e Metrô não recuaram nos ataques aos direitos e salários.

O governador e a direção do Metrô, no entanto, continuam mantendo altos salários de inúmeros assessores, alguns com valores acima do salário do governador.

A greve é por tempo indeterminado, com assembleia permanente. Contamos com o apoio da população. Nossa reivindicação é justa. Só queremos a renovação do Acordo Coletivo. O julgamento da greve já está marcado para a quarta-feira (29/7).


Do http://www.metroviarios.org.br/