Santana de Parnaíba: Prefeitura colocará QR CODE para identificar árvores


O trabalho faz parte do censo arbóreo que está sendo realizado no centro histórico.

A prefeitura de Santana de Parnaíba, na grande São Paulo, iniciou um censo arbóreo de toda a área do centro histórico e o centro expandido da cidade. O levantamento, inédito na cidade, irá catalogar todas as árvores que receberão um QR CODE para identificá-las. A previsão é que os trabalhos estejam concluídos no segundo semestre do ano.


A Secretaria Municipal do Meio Ambiente responsável pelo censo iniciou o projeto em Janeiro com o levantamento da área e a definição do cronograma de trabalho. Agora os técnicos, da empresa contratada para a realização do trabalho, estão fazendo o levantamento em campo das árvores. Esta é a primeira vez que o município está fazendo um censo arbóreo.

O objetivo do trabalho é levantar a situação de todas as árvores do centro histórico, quais estão precisando de poda, cuidados especiais ou mesmo serem substituídas.


O censo também permitirá identificar as áreas do centro que precisam ser arborizadas e fazer o planejamento do plantio de árvores adequadas para atender a necessidade.

O Censo

A realização do censo arbóreo permitirá que a Secretaria do Meio Ambiente tenha um diagnóstico detalhado da situação fitossanitária das árvores localizadas nas ruas da região central, que tipo de ação necessita a ser feita, como podas corretivas ou preventivas, quais as árvores plantadas na região, sua importância paisagística e se está em conformidade com o local onde está plantada.


Os técnicos estão levantando todas as árvores, em uma área de 635 mil metros quadrados, catalogando e numerando. Após catalogar todas as árvores será montado um banco de dados que permitirá ao município fazer o gerenciamento correto destas árvores. O banco de dados também permitirá a Secretaria do Meio Ambiente realizar um georreferenciamento de todas as árvores permitindo a localização exatas delas.


Após a conclusão do levantamento, as árvores catalogadas receberão um QR CODE onde constará todas as informações da árvore, como o tipo, se é nativa do Brasil, se é nativa da região, qual a espécie que pertence, qual a situação dela e se necessita de poda preventiva ou corretiva e poderão ser acessadas por qualquer pessoa.


O levantamento está catalogando apenas as árvores localizadas nas ruas. Não envolvem as matas e reservas localizadas no município. Em um segundo momento a prefeitura deverá fazer o levantamento das árvores urbanas localizadas em todos os bairros da cidade.

23 visualizações