SP antecipa para 21 dias aplicação da segunda dose da vacina da Pfizer em adultos


Medida começa a valer nesta terça-feira (19). Em Cotia, 20 mil pessoas estão com a 2ª dose da vacina contra a Covid atrasada

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (18) a antecipação de 8 semanas para 21 dias o intervalo de aplicação da segunda dose da vacina contra COVID-19 da Pfizer em adultos (acima de 18 anos). O prazo está indicado na bula do imunizante e amplia a proteção dos já vacinados, além de aumentar a cobertura vacinal de SP.


A medida beneficia 2 milhões de pessoas com 18 anos ou mais que receberam a primeira dose e, agora, poderão concluir seu esquema vacinal cinco semanas antes do prazo indicado na carteira de vacinação.


A nova estratégia definida pelo PEI (Plano Estadual de Imunização) poderá ser realizada a partir desta terça-feira (19) pelos 645 municípios.


Para reforçar as orientações à população, a Secretaria de Estado da Saúde e a Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo) estão reprogramando o disparo de mensagens de texto pelo celular (SMS) e e-mail com informações sobre esta medida, reforçando a recomendação para consulta aos cronogramas das cidades de residência e conferir a sua carteira de vacinação.


Cada cidadão que já recebeu a primeira dose da Pfizer poderá conferir sua carteirinha para verificar a nova previsão de retorno ao posto, contando em seu calendário 21 dias a partir da data da primeira dose – e mesmo que o período já seja maior que este, também poderá tomar a segunda dose antes da data de retorno sinalizada em sua carteirinha.


A vacinação para os adolescentes segue com intervalo de 8 semanas e a antecipação para o público será adotada mediante disponibilização de mais doses de Pfizer pelo Ministério da Saúde.


Cotia

Em Cotia, 20 mil pessoas estão com a 2ª dose da vacina contra a Covid atrasada.


Desde o fim de setembro, o intervalo entre as doses da Pfizer caiu para 8 semanas, o que elevou o índice de evasão na cidade. População deve concluir o esquema vacinal com duas doses para garantir imunização

Vinte mil, trezentos e doze cotianos estão com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 atrasada. Isso é o que mostra um levantamento fechado no sábado (16/10), pela Secretaria de Saúde. A maior evasão, segundo os números, é do imunizante da Pfizer, já que, desde o fim de setembro, o intervalo entre a 1ª e 2ª dose caiu de 12 para 8 semanas. A Secretaria de Saúde alerta para o fato de que, segundo os testes realizados pelos fabricantes das vacinas Coronavac, Pfizer a Astrazeca, para se ter a proteção esperada é preciso receber as duas doses.


O número, de acordo com a Secretaria de Saúde, acende um alerta em relação ao controle da pandemia. “Temos acompanhado a queda de casos graves, internações e de mortes, desde o início da campanha de vacinação, mas sabemos que os resultados serão ainda mais satisfatórios se todas as pessoas elegíveis para receberem a vacina tomarem as duas doses, de acordo com o que está sendo recomendado pelos fabricantes”, destacou o secretário, Magno Sauter.

Em Cotia, a vacina contra a Covid está sendo aplicada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h. Basta comparecer à unidade mais próxima com documento oficial com foto e CPF e o cartão da 1ª dose recebida em Cotia.


No caso da Coronavac, as UBS’s seguem um cronograma que pode ser consultado em [https://cotia.sp.gov.br/noticia/3355/saude-cria-escala-nas-ubss-para-aplicar-2s-doses-coronavac-atrasadas].

17 visualizações