Policiais Militares prendem quadrilha suspeita de praticar sequestros relâmpagos em Cotia


Os quatro indivíduos foram abordados quando saíam de uma chácara onde havia um chalé com características de possível "cativeiro".

Nesta segunda-feira, a Polícia Militar recebeu informações sobre um roubo de um veículo BMW X1 branco, com retenção de vítima na região de Ibiúna.


Por volta das 12h30, policiais militares da viatura M-33401, em patrulhamento no km 43 da Rodovia Raposo Tavares, visualizaram um veículo com as mesmas características e tentaram fazer a abordagem. Porém o veículo conseguiu se evadir escapando da ação policial. As informações foram repassadas via rádio e policiais de RPM (motos) passaram a patrulhar com vistas ao veículo.


Quando acessaram a Estrada Santa Rosa, no Jd. Adelina, avistaram um veículo Fiat/Palio, com placas de Osasco e ocupado por quatro indivíduos, saindo de uma chácara. Foi feita a abordagem e os policiais passaram a indagá-los sobre o que faziam ali. Nenhum deles deu alguma informação consistente, entrando em contradição sobre o que faziam naquela chácara e quem era o proprietário. Eles foram revistados, porém, nada de ilícito foi encontrado em seu poder.



Os policiais já possuíam fotos de dois suspeitos da prática de um roubo de um auto VW Golf GTI branco, praticado em Sorocaba-SP, cuja vítima foi trazida para Cotia pelos roubadores e essas fotos bateram com dois dos abordados. Os outros dois foram identificados e também são suspeitos da prática de um roubo de um veículo Honda/Fit, com retenção de vítima, ocorrido há dois meses em Cotia.


Como os indivíduos não souberam justificar o que faziam naquele local, para onde iam ou de onde vinham, os policiais resolveram entrar na chácara, onde haviam duas casas que estavam trancadas. Mais ao fundo do terreno, havia um chalé com banheiro que estava com as janelas tampadas com papel. Dentro dele havia uma cadeira, uma cama com um colchão e algumas embalagens de “marmitex” espalhadas pelo chão, levando a crer que ali poderia tratar-se de um "cativeiro".


Os polciais localizaram no celular de um dos indivíduos mensagens de texto e áudio com referências a crimes praticados por eles. Foi dada voz de prisão aos quatro abordados, sendo conduzidos ao DP de Cotia, onde foram interrogados pela autoridade policial, manifestando-se por permanecerem calados.


O setor de investigações contatou que os quatro já estavam sendo investigados pela prática de diversos outros crimes de roubo com retenção de vítima e ou extorsões mediante sequestro, conforme registrado em três boletins de ocorrência, todos com o mesmo “modus operandi”.


A autoridade policial determinou a prisão em flagrante de Y.L.C., de 20 anos, de W.L.L., de 19 anos, de P.S.M.R.J., de 21 anos e de V.A.S., de 32 anos, sendo todos indiciados e enquadrados na Lei 12850/13, Art 2º, de natureza: "Promover, constituir, financiar ou integrar organização criminosa" (formação de quadrilha). O delegado representou pela conversão da prisão em flagrante por prisão preventiva, apreendendo os quatro celulares dos indivíduos e representando pela autorização de consulta aos aparelhos com quebra de sigilo de dados para subsidiar a investigação. Foi solicitada perícia na chácara.


Atenderam a ocorrência as viaturas motos RPM M-33380 e M-33381, Sd Andrade e Sd Julio César.