Veículos de Imprensa repudiam ameaça do Presidente da Câmara de Cotia

Atualizado: Set 21


Em manifesto, jornalistas chamaram fala do político de "antidemocrática, intransigente e desrespeitosa à atividade jornalística".

Nesta quinta-feira(16), um grupo formado por 23 veículos de comunicação e três jornalistas independentes, lançou um manifesto em repúdio à fala do presidente da Câmara Municipal de Cotia, vereador Celso Itiki.


O manifesto foi redigido e publicado pelos veículos, após o vereador dizer, durante a sessão da Câmara da última terça-feira, que iria processar a imprensa, chamando de fake news (notícias falsas), as informações divulgadas pela mídia. Detalhe: As tais informações falsas e inverdades a que ele se refere, são reais e estão contidas no projeto inicial que institui a taxa de lixo na cidade estando, inclusive, publicadas no site da Câmara de Cotia, com link para consulta (veja abaixo). A votação do substitutivo 1 aconteceria na sexta-feira, porém foi adiada. O substitutivo 2 foi votado e aprovado por unanimidade na última terça-feira.


Nas imagens abaixo, os dois substitutivos 1 e 2, divulgados pela Imprensa:


SUBSTITUTIVO Nº 01 AO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 8/2021 - 08/09/2021

E O SUBSTITUTIVO Nº 02 AO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 8/2021 - 13/09/2021

Discurso

Em tom intimidador e com ares de censura, o vereador bradou: “Vocês da imprensa e vocês que gostam de postar coisas no Facebook, tomem muito cuidado com fake news, porque isso já é crime. E nós aqui da Câmara Municipal de Cotia não vamos deixar passar batido".


Segundo ele, dois procuradores já haviam sido convocados para representar judicialmente as pessoas que fizeram as divulgações porque "não tinham informações verdadeiras ou que por maldade fazem a explanação de coisas que são inverdades". E ameaçou os jornalistas, dizendo que se não se retratassem, seriam punidos por fake news.


O momento da fala do vereador pode ser visto no vídeo publicado pelo jornalista Neto Rossi, do site Cotia & Cia (assista aqui).


Manifesto

No manifesto, os jornalistas enfatizam que a manifestação do Presidente da Casa do Povo "é antidemocrática, intransigente e desrespeitosa à atividade jornalística, e fere a Liberdade de Imprensa e a Democracia".

E finalizam:

"E o mínimo que exigimos é RESPEITO. A Liberdade de Imprensa é um dos pilares da Democracia. E dela jamais abriremos mão".


MANIFESTO EM DEFESA DA LIBERDADE DE IMPRENSA E DA DEMOCRACIA

Os Jornalistas abaixo assinados, representantes de mídias com atuação na cidade de Cotia, vêm a público repudiar veementemente a fala desrespeitosa do Presidente da Câmara Municipal de Cotia, vereador e também presidente municipal do Partido Social Democrático (PSD), Celso Itiki , que durante sessão da Câmara de Vereadores no último dia 14 de setembro acusou a imprensa, em tom de intimidação, de produzir Fake News.

Ao discursar sobre o projeto da Taxa do Lixo, aprovado por unanimidade naquela sessão, com transmissão ao vivo pela TV Câmara (vale lembrar que as sessões não ficam gravadas no canal oficial da Câmara de Vereadores no Youtube), o vereador, sem citar nomes, disse que a imprensa local estaria praticando Fake News (divulgação de notícias falsas) ao divulgar valores que estariam previstos para a cobrança da referida Taxa do Lixo. Os valores não foram efetivados porque o projeto foi retirado da pauta pelos próprios vereadores e voltou em forma de substitutivo, com valores diferentes, conforme divulgado por vários veículos de imprensa da cidade. Os projetos – o original e os substitutivo -, foram publicados no site oficial da Câmara Municipal.

Mais uma vez, sem citar nomes, em tom ameaçador, o vereador disse que iria usar de seu poder de Presidente da Casa Legislativa para acionar o departamento jurídico e solicitar reparação ou ainda processar os responsáveis pelas publicações.

A manifestação do Presidente da Casa do Povo, antidemocrática, intransigente e desrespeitosa à atividade jornalística, fere a Liberdade de Imprensa e a Democracia. E nos remete para um tempo sombrio da história do Brasil que, se depender da imprensa, não voltará nunca mais a assombrar o nosso povo.

Em tempos em que a Democracia vem sendo ameaçada, o trabalho dos profissionais da imprensa se faz necessário e urgente. Faça chuva, faça sol, com pandemia ou não, nós, os profissionais de imprensa nos desdobramos, corremos riscos, dormimos tarde ou nem dormimos, para cumprir nossa função e missão de informar a população e também garantir nosso sustento e de nossas famílias. E o mínimo que exigimos é RESPEITO.

A Liberdade de Imprensa é um dos pilares da Democracia. E dela jamais abriremos mão.

O projeto em questão, cuja divulgação foi chamada de Fake News, está no site da Câmara Municipal de Cotia para consulta, no link https://consulta.siscam.com.br/camaracotia/arquivo?Id=26600


Assinam esse manifesto, que será remetido à Câmara Municipal de Cotia, à OAB Cotia, ao Ministério Público de Cotia e à Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ.


Rudney Oliveira e Neto Rossi – Cotia & Cia

Sonia Marques – Blog Reconversa

Carolini Del Gaiso - Revista Valoriza

Thereza Franco – Site da Granja

Fau Barbosa – Portal Viva Cotia

Toni Somlo – Jornal D´Aqui

Gabriela Napolitano - Revista Circuito

Roberta Smilari – Revista TUDO

Cloves Ferreira – Jornal Tablóide / Cotia 24h

Beto Kodiak – Jornal Cotia Agora

Léo Diniz – Cotia Populares

Valter Wolff – O Repórter Regional

Ricardo Medina – Notícias Regionais

Renato Ferraz – Cotia no Ar

Mara Rubia – AlvoCom

Rodrigo Rodrigues – Granja News

Benilton Freitas – Conexão na Cidade

Aguinaldo Reis – Jornal Cotidiano

Claudia Azevedo – Giro S/A

Nilson Aranha – Jornal do Estudante

Édice Boteguim Junior – San José News

Jornalista Victor Lopes

Jornalista Marcia Lima

Jornalista Fran Nakagawa

Nilton Ramos – Jornal Itapevi Notícias

Gilberto Silva e Ana Paula Granjeiro - Toque da Cidade


Foto: Reprodução / Câmara Municipal de Cotia

176 visualizações