Cotia: Polícia Civil investiga caso de estupro na saída do Rodeio


Vítima foi encontrada desacordada e totalmente despida, em uma área com barro e algumas grades em volta.


Por Fau Barbosa

Por volta das 4h da manhã do último sábado, 8, policiais militares foram acionados para atender um possível caso de estupro na Rua Saturno, área do Rodeio de Cotia. A moça, de 25 anos, foi encontrada por uma desconhecida, desacordada e totalmente despida. O Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados.


A vítima apresentava sinais de embriaguez, e dizia não se recordar de nada. Ela foi levada

pela Polícia Militar ao DP de Cotia, onde contou que estava no rodeio com amigas, das quais não soube dar os nomes. Disse que estavam assistindo ao show e ingerindo bebidas alcóolicas e de repente foi acordada por desconhecidos que acionaram os policiais que a levaram para a delegacia.


No DP a moça disse não possuir lesões, bem como disse não ter sido estuprada. As pessoas que a acordaram que disseram que ela tinha sofrido tal violência, mas ela não podia afirmar tal fato, e nem sabia o motivo de ter sido levada à delegacia. Disse que só queria ir para sua casa descansar. Foi registrado um boletim não criminal e a moça foi liberada.


Horas depois

Mais tarde, por volta das 11h, a moça voltou ao DP de Cotia, onde foi ouvida pela delegada Dra. Monica Gamboa, a quem deu mais detalhes sobre os fatos ocorridos naquela madrugada. Ela continuava não se lembrando de nada do ocorrido, mas disse que foi informada pela equipe do Corpo de Bombeiros que havia sido encontrada por uma mulher, não identificada, em um local "com barro e algumas grades em volta".

Sua roupa, vestido e calcinha, foram encontrados pelos bombeiros, e uma policial a vestiu. Seu sutiã não foi localizado. Ela recobrou parcialmente sua consciência já sendo atendida pela equipe do resgate e então foi encaminhada para a delegacia para o registro do Boletim de Ocorrência.

(Imagens: Lucas Martins)


Após o registro, a vítima contou que foi para sua residência ainda bastante confusa, e ao tomar banho sentiu ardência na região genital, o que se agravou e cujos sintomas persistiram até o momento em que voltava à delegacia. Ela reafirmou à delegada que não se recordava do ocorrido e disse que sua última lembrança é de estar com suas amigas consumindo bebida alcoólica no rodeio.


Pela manhã disse ter trocado mensagem apenas com uma de suas amigas, e contando o que aconteceu, soube por ela ter sido vista a última vez, pelo grupo, em companhia de um rapaz, fato que ela disse não se lembrar.


A Autoridade Policial determinou o registro da ocorrência, como "Estupro de vulnerável" (art.217-A) e requisição de IML para realização de exame toxicológico e sexológico no Hospital Pérola Byington.


O caso foi encaminhado nesta segunda-feira para a DDM - Delegacia de Defesa da Mulher, onde a delegada Dra. Daiana Cotait deve instaurar inquérito policial para apurar os fatos.


Nota à Imprensa

A organização do Rodeio de Cotia encaminhou Nota à Imprensa:


A Cia Verde Amarelo, organizadora da Festa do Peão de Cotia, comunica que o evento, realizado entre os dias 1 e 10 de abril, foi realizado normalmente durante seis dias, sem nenhum registro grave de ocorrência.

Destaca ainda que o local da festa é inteiramente cercado, vigiado por seguranças e monitorado por câmeras 24 horas. A organização destaca ainda que o suposto fato ocorreu do lado de fora do evento, conforme consta no boletim de ocorrência.

A Cia Verde Amarelo se coloca à disposição da vítima e das autoridades para quaisquer esclarecimentos.


1.748 visualizações