top of page

GCM de Cotia flagra imóvel com centenas de gatos em situação de maus tratos

Atualizado: 2 de jan.

Local foi descoberto quando os guardas atendiam uma ocorrência na escola ao lado. Imagens são chocantes


Fau Barbosa

Guardas Civiis receberam por volta das 23h desta segunda-feira, 1º de janeiro, um chamado para comparecer ao "Centro Educacional Jardim das Graças", na Estrada do Padre Inácio, pois a central de monitoramento havia avistado três indivíduos suspeitos no pátio da escola.


Os Guardas para lá se deslocaram e entraram no pátio onde encontraram duas sacolas abandonadas contendo objetos diversos e uma televisão que estava separada. Nenhum suspeito foi localizado e não foi constatado qualquer sinal de dano ou de arrombamento na escola.


Porém, por volta das 02h da madrugada desta terça-feira, 2, houve nova solicitação para comparecerem na mesma escola, já que o sistema de monitoramento havia captado três indivíduos no local. Os Guardas voltaram lá, e abordaram um suspeito na rua portando um martelo e uma escada de alumínio. Vistoriando as redondezas, eles encontraram uma outra escada de alumínio, encostada no muro da casa vizinha à escola. Suspeitando que os indivíduos haviam acessado a residência pelo pátio da escola e furtado os

objetos da casa, tentaram contato com os donos do imóvel, porém não havia ninguém no local. Ao acessarem o quintal da casa, os GCMs viram uma janela aberta e um portãozinho de metal no corredor, ambos arrombados. O portão principal estava sem tranca.

Segundo os Guardas, o indivíduo abordado, de 44 anos, deu duas versões. Inicialmente alegou que entrou no pátio da escola para usar "maconha" e logo depois, alegou que entrou no quintal da residência para tentar soltar alguns gatos que estavam presos.


Maus tratos

Ao visualizarem o interior do sobrado, através de uma janela foi constatando que haviam centenas de gatos dentro do imóvel. Todas as janelas tinham telas para evitar que os animais fugissem.

Vídeo mostra animais confinados no local


Os Guardas notaram que havia sinais de maus tratos aos animais e verificaram que havia um gato morto alí dentro. Segundo eles, o local estava exalando um odor insuportável de fezes dos animais.

Em um corredor que dava acesso ao muro que separava o imóvel da escola foram encontrados vários sacos grandes contendo fezes dos animais.

Sacos com fezes de animais encontrados no local


Os Guardas não conseguiram entrar na parte de cima do imóvel, pois a porta estava trancada. Eles tiveram acesso somente ao porão, lotado de coisas e de onde provavelmente foram subtraídos os objetos abandonados no pátio da escola.

Porão do imóvel estava lotado de objetos


A porta que dava acesso ao imóvel estava trancada. Diante dos fatos, a Autoridade Policial foi informada e pediu perícia no local. Também foi solicitada a presença dos órgãos competentes municipais (Defesa civil e Zoonoses).


Local insalubre

A reportagem do Portal Viva conversou com a presidente da Comissão de Direito Animal da OAB Cotia, Dra. Verônica Raquel Silveira Lima, que esteve no local acompanhada da advogada Dra. Luciana Federighi Bravo. "Conseguimos resgatar ao menos 200 hoje. Amanhã estaremos novamente lá, para retirada do restante. Alguns gatos estão doentes, mas a maioria está bem". Segundo ela, lá haviam "mais de 300 gatos, com certeza! O local totalmente insalubre, lotado de fezes, nitidamente caracterizando maus tratos", ressaltou.


As imagens, chocantes, mostram a situação da casa, onde também foi encontrado um crânio de gato que estava dentro de um saco de lixo, sendo encaminhado para perícia.

Vídeo mostra imagens do local onde estavam os animais


Gatinhos foram resgatados e transportados para uma clínica veterinária em Mairinque/SP


Prisão

As proprietárias, irmãs estiveram na casa e confirmaram serem moradoras no local e donas dos animais. Após a constatação de maus tratos pela médica veterinária da Prefeitura de Cotia, foi dada voz de prisão em flagrante às duas pela prática de crimes contra animais sendo conduzidas à Delegacia de Meio Ambiente, em Barueri. Por tratar-se de crime inafiançável na fase policial elas foram encaminhadas à audiência de custódia.


O caso foi registrado em boletim de ocorrência de natureza "L 9.605/98 - Meio Ambiente - Praticar ato de abuso a animais (Art. 32) § 1º-A Quando se tratar de cão ou gato, a pena para as condutas descritas no caput deste artigo será de reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, multa e proibição da guarda."


Os gatos retirados foram destinados a uma clínica veterinária em Mairinque/SP. Amanhã serão retirados os outros animais. A Vigilância Sanitária interditou e lacrou a residência.


Atenderam a ocorrência as viaturas 01-001 Classe Especial Dourado e GC Renato; 01-006 GC´s Meireles e Vicente; 01-011 Classe Especial Lauro e GC Valdir; 01-005, GCF Cerqueira e GC Mota; com apoio das equipes da Defesa Civil, da Zoonoses e da Vigilância Sanitária.



359 visualizações

Commenti


bottom of page