top of page

Metrô classifica três consórcios na licitação do anteprojeto da Linha 22-Marrom


A Linha deve ligar Cotia ao bairro de Sumaré, em São Paulo.


O Metrô de São Paulo divulgou na terça-feira, 20, a classificação técnica da licitação do anteprojeto de engenharia e arquitetura e estudos ambientais da Linha 22-Marrom.

A linha deve ligar Cotia ao bairro de Sumaré, em São Paulo.


Quatro consórcios estiveram presentes na sessão pública realizada no último dia 17 de novembro, porém um deles, o STEMM-Linha 22, foi desclassificado.

A companhia justificou a decisão por conta do item 1.1.3 do ANEXO 18 do Edital, que veta proponentes que apresentarem profissionais que não atendam aos critérios de formação e experiência exigidos.


Seguem no páreo os consórcios Systra Prime L22 (Systra e Prime ), GPO–Geocompany–Tetra–JGP (Gpo Sistran, Geocompany, Tetraarqui e JGP) e Linha 22 Marrom–Nempi (Nova Engevix , Maubertec, Pólux e Intertechne).


As notas técnicas, que mostrarão qual dos consórcios teve a melhor classificação, serão divulgadas no dia 4 de janeiro de 2023, às 10 horas, quando também haverá a divulgação das propostas comerciais. O vencedor será escolhido por meio de uma combinação entre técnica e valor comercial.


A Linha 22-Marrom tem um traçado provisório de 29 km e 19 estações, ligando o centro de Cotia à estação Sumaré da Linha 2-Verde. A demanda esperada é de 649 mil passageiros por dia e a operação deverá contar com 29 trens. No entanto, esses dados devem mudar à medida que o anteprojeto for executado.


O Metrô ainda não definiu o tipo de traçado da linha - se será subterrâneo, na superfície ou elevado -, e mesmo se terá um mesmo padrão de modal ou dois.


Com informações do Metrô CPTM


Saiba mais:

-





187 visualizações

Σχόλια


bottom of page